O Dia

Baixar como e-book

Muitos contemporâneos, e alguns extemporâneos, haverão de lembrar que o jornal “O Dia” teve a fama — durante um período —, pelo menos no Rio de Janeiro, de que “se torcer sai sangue”.

Hoje, ao ler uma revista semanal, minhas mãos ficam com um cheiro insuportável de merda e mijo. Diria que se torcermos essas revistas e, de certa forma, também os jornais, jorrará dinheiro sujo, dinheiro de esgoto, dinheiro da fossa onde as pessoas se esbaldam e se enchafurdam com merda até o pescoço. E eles sabem o que estão fazendo e ficam repetindo entre si: “não faz onda, não faz onda”

Não sou de falar sobre esse assunto porque sobe um asco do dedão do pé até a ponta do fio de cabelo. Mas como deixar de usar a única ferramenta que tenho para expressar o meu desagravo, o meu nojo com a podridão que está o nosso país.

E é genérico. Todos nós estamos envolvidos. Político algum escapa. Cidadão algum escapa. De alguma forma, seja por omissão, por votação, por participação, por sonegação ou de algum outro jeito.

Se vocês virem as instruções para a correção das provas da Avaliação Diagnóstica da 5ª série (Estado de São Paulo), verão que é tudo farinha do mesmo saco. Um exemplo simples: Escreva o número “dois mil, quatrocentos e vinte e três”. Respostas “aceitáveis”: 2423, 2000423, 200040023, 2000400203.

Isso é o futuro! O principal estado do país avalia o rendimento dos seus alunos, dessa forma. Por que razão? É para que não se entenda o quanto se rouba nesse Brasil?

Eu não sei vocês, mas tem horas que passa cada coisa na minha cabeça que sou obrigado a acender 3 velas, rezar 3 Pais-Nossos, 5 Avemarias e 10 Salve-Rainhas, para ver se consigo ser perdoado.

É tudo muito triste. A consciência tornou-se algo pútrido. Sim, pois quem rouba sabe que está roubando e de quem está roubando. E são tão podres, que não percebem — a consciência é curta — que tiram não só dessas gerações, mas das seguintes, onde estarão os filhos, netos e bisnetos desses mesmos ladrões.

Lastimável!

2 comentários sobre “O Dia”

  1. Silvio, me solidarizo contigo nessa angústia…. que tristeza meu amigo!

    bem… estou compartilhando seu texto…. desabafo excelente!

    grande abraço.

  2. Silvio,
    É triste escutar o seu desabafo, porque infelizmente é a mais pura verdade.
    Eu sempre dio que há anos escuto que este país é o país do futuro, um futuro que nunca chega, e tenho dúvidas se vai chegar vendo coisas como as que vc compartilha neste seu texto!
    O futuro nao faz parte do vocabulário destes hipócritas!
    Um abrazo,
    NC

    PS. desculpe a falta de acentos mas o meu teclado nao está programado para o portugues.

Deixe uma resposta

um × 5 =